Saúde infantil: como prevenir e tratar doenças respiratórias no inverno

Pré-natal: Saúde e proteção para a mamãe e o bebê.
23 de maio de 2017
7º Encontro de Negócios e Relacionamentos da Rede MultiDrogas
11 de julho de 2017

Saúde infantil: como prevenir e tratar doenças respiratórias no inverno

No inverno, a baixa umidade e o resfriamento do ar fazem com que os poluentes se dispersem menos, o que promove a irritação da mucosa respiratória, causando as doenças, explica a médica pneumologista pediátrica Alessandra Banaszeski da Silva. Outro agravante do frio é a tendência das pessoas de ficarem em locais fechados e aglomerados, causando maior circulação e propensão ao contágio dos vírus.

De acordo com a especialista, os primeiros sintomas respiratórios dependem de cada doença. As mães devem ficar atentas aos sinais. “Na asma ou bronquite surge tosse e chiado no peito. A criança pode apresentar dificuldade respiratória ou falta de ar. Na rinite alérgica temos os espirros, coceira e obstrução nasal. Já na pneumonia aparece primeiro a tosse, acompanhada de febre e obstrução nasal”, explica.

Dicas para prevenir doenças respiratórias no inverno

Como forma de prevenir as doenças respiratórias, Alessandra recomenda a adoção de hábitos simples:

– Realizar a higiene adequada das mãos com água e sabão e, quando possível, álcool gel;
– Arejar os ambientes. Evitar lugares fechados e aglomerados;
– Realizar as vacinas contra gripe e pneumonia;
– Nos pacientes que possuem doença respiratória, manter o uso de medicações específicas

para o controle dos sintomas;
– Manter a casa e o quarto das crianças arejado e livre de ácaros, retirando toda a poeira do chão, dos móveis e objetos, trocando toda a roupa de cama uma vez por semana e lavando regularmente tapetes e cortinas;
– Manter a umidade do ar, o que facilita a respiração;
– Não levar os filhos com resfriado para a escola ou creche;
– Evitar que as pessoas com gripes ou resfriados fiquem em contato direto com as crianças (caso os pais ou irmãos maiores estejam com resfriado, é recomendado o uso de máscaras e a higiene frequente das mãos);
– Consultar regularmente com o pediatra;
– Manter uma alimentação saudável e balanceada, rica em frutas, vegetais, sem excesso de gordura e açúcar;
– Ingerir bastante líquidos para manter as mucosas úmidas e deixar mais fluidas as secreções nasais quando existentes.

Fonte: Site / vivomaissaudavel.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *